Category / Artes plásticas / Crítica / Estados Unidos / Ficção / Filosofia / Literatura / Política

    Loading posts...
  • Daniela Thomas

    A gambiarra como destino

    Saiu na última Serrote, “A gambiarra como destino”, texto meu acompanhado de um ensaio visual de Cao Guimarães.
    Resumo: “A precariedade estrutural do Brasil é freio e motor para artistas que, de Hélio Oiticica a Daniela Thomas, partem menos da idealização do que de uma matéria caótica hoje atravessada por acertos de conta imemoriais e convulsionada pelos mais diversos agentes políticos.” Texto completo aqui:
    https://www.academia.edu/37091594/A_gambiarra_como_destinoRead the rest

  • Ricardo Piglia

    Literatura e respiração: Ricardo Piglia (1940-2017)

    Lemos como quem quer respirar. Continuar a leitura é às vezes uma necessidade estranha e imperiosa, como quando se arranca na corrida sem que haja mais fôlego.

    O escritor é um leitor in extremis, alguém para quem a parada não faz parte do jogo.… Read the rest

  • Cenas de leitura

    O ensaio a seguir saiu na piauí deste mês. Foi muito difícil escrevê-lo.

    A leitura é um tema que atravessa a vida e a obra de Ricardo Piglia. Onde estamos e quem somos quando lemos? São perguntas que retornam em seu último livro, Los Diarios de Emilio Renzi: Años de Formación, que acaba de ser lançado pela editora Anagrama, de Barcelona.… Read the rest

  • O pai, lá em cima

    O texto a seguir saiu no Blog da Companhia, e é sobre o novo romance do Chico Buarque:

    PD48f001 Uma história sempre esconde outra, que esconde outra, e assim por diante, até que a cadeia se interrompe e surge um relato capaz de siderar todas as histórias.… Read the rest

  • des compondo

    C o m p o      n             d           o

    O momento da dissolução: quando o que esperávamos composto se descompõe.

    Mas há mesmo o momento da dissolução? Será que podemos experimentar, de fato, o instante em que se inicia a decomposição?

    Habitar o que vem antes desse instante: eis a nossa sina.… Read the rest

  • El país del diablo

    Nos bons filmes há quase sempre uma cena iluminadora, dessas que a um só tempo encerram e cifram tudo aquilo que, sentimos, está no filme. Talvez um dia esqueçamos o enredo, o título, os personagens do filme. Mas dele restará ainda aquela única cena, tão completa quanto enigmática.… Read the rest

  • A escrita se ouve: um grilo

    Tempos atrás, os textos eram batidos à máquina. Todo o processo de “edição” era então mais demorado, porque o que se escrevia jamais se distanciava completamente do lado concreto da vida: os tipos, e a tinta sobre o papel, faziam as vezes de aríetes que rasgavam coisas, antes de rasgar o espírito do leitor.

    Read the rest