Pedro Meira Monteiro

Tag Archives: Michel Orcel

As folhas ao vento, a vida caduca e fugaz: um tópos desde Homero

Michel Orcel, anotando os Canti de Leopardi, diz que a bela “Imitazione”, de 1828, é apenas a tradução de um medíocre poema de Arnault, “La Feuille”:

Lungi dal propio ramo,
Povera foglia frale,
Dove vai tu? Dal faggio
Là dov’io nacqui, mi divise il vento.

O verbo “dividere”, em italiano, lembra que “separar-se” (a folha solta, afinal, e toda sua poesia milenar, dependem deste ato primeiro que é a divisão) é também ofertar ao mundo algo mais.

Pedro Meira Monteiro