Pedro Meira Monteiro

Tag Archives: Franz Kafka

Espreguiçando-se

Espreguiçando-se

Há algum tempo me intriga o final de “A metamorfose”, naquele exato momento em que a jovem senhorita Samsa se levanta e se espreguiça, depois de um passeio de bonde em que ela e os pais aliviaram-se definitivamente do peso de Gregor, aquela “coisa” que estivera por tanto tempo esparramada no quarto, e de que a empregada finalmente se livrara.

É claro que a alegria juvenil da jovem contrasta a morte estúpida do irmão, mas o fato é que o espreguiçamento condensa um gesto de desafio, uma espécie de recordação macabra de que a alegria da família se construirá

Pedro Meira Monteiro